Câmara Municipal

Comandante da PM atua na Câmara de Vereadores de SP

O ex-Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo e ex-Subprefeito da Sé, Coronel Salles, está em uma nova fase de sua vida pública. Agora como Vereador do PSD na Câmara Municipal paulista desde fevereiro de 2023. Desde então, tem demonstrado um compromisso profundo com a segurança da cidade, apresentando diversas propostas.

Gazeta da Mooca – QUEM É O VEREADOR CORONEL SALLES?
Coronel Salles: Tenho 56 anos, nascido e morador da Zona Leste, casado há 29 anos com a Márcia e temos um filho, o João. Ingressei na Polícia Militar do Estado de São Paulo aos 17 anos como cadete da Academia do Barro Branco. Após mais de três décadas de dedicação à causa pública, alcancei o desafiador cargo de Comandante-Geral.
Registramos as menores taxas de homicídios nas últimas duas décadas, além de uma notável redução nos índices de furtos, roubos a bancos e crimes contra o patrimônio. Uma de minhas realizações mais notáveis foi a criação do aplicativo SOS Mulher, que está plenamente funcional e já prestou mais de 32 mil atendimentos em defesa de mulheres, crianças, idosos e demais pessoas com medidas protetivas expedidas pela Justiça.

GM – QUAIS FORAM SEUS MAIORES DESAFIOS À FRENTE DO COMANDO DA MAIOR POLÍCIA DA AMÉRICA LATINA?
Cel. Salles: Os desafios foram imensos, pois nosso estado tem números superiores a vários países, desde a concentração demográfica, quanto a indicadores e desigualdades econômicas que refletem diretamente na Segurança Pública.
A redução histórica de crimes contra o patrimônio (roubo a bancos) e contra a vida (homicídio) foi meu primeiro desafio vencido, seguido da gestão da grande crise da greve dos caminhoneiros em 2018 e a transferência das principais lideranças do crime organizado para presídios federais.

GM – OBSERVAMOS QUE OS CRIMINOSOS ESTÃO ATUALMENTE USANDO ARMAMENTOS DE GUERRA, E A PERGUNTA QUE SE COLOCA É: A POLÍCIA DE SÃO PAULO ESTÁ PREPARADA PARA ENFRENTAR ESSA AMEAÇA?
Cel. Salles: Não tenho a menor dúvida de que estamos. Durante nosso Comando na Polícia Militar fizemos licitações, internacionais, inclusive que resultaram na compra de equipamentos e armamentos mais avançados do mundo. Assim como as 50.000 modernas pistolas austríacas Glock e os 1.300 fuzis belgas FN Scar, utilizado pelas forças especiais norte americanas e agora também em toda Polícia Militar do Estado.

GM – COMO TEM SIDO SUA EXPERIÊNCIA NA CÂMARA MUNICIPAL ATÉ O MOMENTO?
Cel. Salles: Apesar de estar apenas alguns meses no legislativo, não diminui em nada o ritmo de trabalho que mantive tanto como Comandante Geral da PM quanto como Subprefeito da Sé. Na Comissão de Educação, Cultura e Esportes e na Comissão de Segurança Pública, dedicamos à proteção dos cidadãos, revitalização e ocupação de espaços.
Sou autor do Projeto de Lei (149/23) Servidor Amigo do Autista; do (PL 414/2023) que restringe a venda de bebidas alcoólicas no entorno de eventos esportivos, garantindo a segurança; (PL 234/23) e coautor do (PL 307/19) aumento de segurança nas escolas para nossas crianças.
É nossa a emenda para igualar os valores da operação delegada, paga à policiais civis e militares, com a DEAC paga aos dedicados guardas civis. Sou também o relator e proponente da CPI dos Furtos de Cabos e Fios. Criamos a Frente Parlamentar Pela Vida, Contra as Drogas (PR 9/23), buscando políticas públicas abrangentes para enfrentar o problema das drogas em São Paulo.

GM – COMO O SENHOR PLANEJA LIDAR COM DESAFIOS E QUESTÕES QUE AFETAM A CIDADE, EM ESPECIAL A ZONA LESTE?
Cel. Salles: Com trabalho! Muito trabalho. Meu compromisso é retribuir a São Paulo tudo que ela me proporcionou. Trabalhamos incessantemente para fortalecer a segurança na capital, investindo na Guarda Civil Metropolitana, apoiando as Polícias Militar e Civil e nas ações de prevenção primária. Buscando melhorar a infraestrutura para saúde, educação e segurança, trazer a qualidade de vida que os paulistanos merecem e requerem.
Para a nossa região estamos buscando atender as maiores demandas, tais como asfaltamento de ruas, investimentos em unidades de saúde e reforço na estrutura do sistema de segurança municipal, além da total integração com a Polícia Militar.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quanto é 8 + 10 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para prosseguir, você precisa resolver a simples questão matemática acima (assim sabemos que você é um ser humano) :-)

Mais Lidos

To Top